Um dos nomes sempre lembrados por torcedores nas vésperas de convocações para a seleção brasileira, Bruno Henrique tem acompanhado a Copa América à distância em 2021. O jogador do Flamengo não é lembrado pelo técnico Tite desde 2019, quando foi convocado para dois amistosos contra Colômbia e Peru.

Foi justamente neste ano quando o atacante foi um dos destaques do futebol nacional com o Rubro-Negro, conquistando Brasileirão e Conmebol Libertadores.

Mas qual a razão do sumiço de Bruno Henrique nas listas da equipe pentacampeã mundial?

Segundo Vampeta, a avaliação sobre o desempenho do jogador em atividades realizadas pela comissão técnica.

“Vocês viram que o Bruno Henrique não foi mais convocado para a seleção porque, de acordo com o que um membro da comissão técnica me disse, ele não foi bem no campo reduzido em atividade de toque, passe. Eu falei: ‘Você tá de brincadeira comigo. O Bruno Henrique é para jogar em campo aberto. Espaço reduzido é para Roberto Firmino, Everton Ribeiro, Coutinho. O Bruno Henrique é profundidade’. Todo cara que é veloz vai sofrer em um espaço curto”, revelou Vampeta, hoje comentarista da rádio Jovem Pan.

“Chegou até a mim que o problema foi de treinamento. E sabe quem falou isso para mim? Um membro da comissão técnica chamado César Sampaio! Ele me falou isso!”.

Mesmo ainda sem o mesmo desempenho de 2019, Bruno Henrique é um dos jogadores com melhor avaliação nas notas do ESPN Bola de Prata Sportingbet 2021 entre os atacantes.

O jogador está à disposição do técnico Rogério Ceni para a partida diante do Atlético-MG, que acontece nesta quarta-feira (07), no Mineirão, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.