O medo de Rogério Ceni se concretizou: Gerson assinou contrato de cinco anos com o Olympique de Marselha. O estafe do clube francês, que fechou a compra com o Flamengo por 25 milhões de euros, cerca de R$ 153 milhões, foi até a Sérvia, onde a seleção olímpica fez amistoso hoje contra Cabo Verde, para que o atleta assinasse contrato.

No futuro, a transação poderá atingir 30 milhões, R$ 184 milhões, caso Gerson atinja um certo número de jogos como titular, conquistas de torneios. Além disso, o clube carioca ficará com 20% em futura venda de Gerson pelo Olympique.

O medo de Rogério Ceni se concretizou: Gerson assinou contrato de cinco anos com o Olympique de Marselha. O estafe do clube francês, que fechou a compra com o Flamengo por 25 milhões de euros, cerca de R$ 153 milhões, foi até a Sérvia, onde a seleção olímpica fez amistoso hoje contra Cabo Verde, para que o atleta assinasse contrato.

No futuro, a transação poderá atingir 30 milhões, R$ 184 milhões, caso Gerson atinja um certo número de jogos como titular, conquistas de torneios. Além disso, o clube carioca ficará com 20% em futura venda de Gerson pelo Olympique.

O Flamengo precisava de dinheiro, por conta da pandemia, que tirou o público dos estádios desde março de 2020. E também pela fuga dos sócios-torcedores, que pagavam mensalidade também para ter desconto nos ingressos. Além disso, Gerson queria voltar para a Europa, depois de fracassada passagem pela Roma.

Jorge Sampaoli foi fundamental na negociação. Telefonou, fez chamadas de vídeo para Gerson, mostrou ao meio-campista como ele será valorizado no seu time. E que terá todos os holofotes para os gigantes europeus.

Ceni, a princípio, apostará em Thiago Maia para o lugar de Gerson. O jogador passou por uma delicada cirurgia em novembro de 2020. Ele precisou reconstruir os ligamentos do joelho esquerdo. A operação foi bem sucedida e o meio-campista voltou aos treinos e estará apto a atuar no próximo mês. O que será providencial, já que Gerson atuará no Flamengo até o embarque para a Olimpíada de Tóquio, no início de julho.

Há ainda um movimento importante na Gávea. De busca do veterano Renato Augusto. Aos 33 anos, ele tem contrato com o Beijing Guoan, da China, até dezembro. Apesar do alto salário, o jogador tem o desejo de voltar a vestir a camisa rubro-negra e aceitaria renegociar o salário. E a antecipação da liberação do atleta é muito possível. O Corinthians também acompanha a situação do jogador.

Fernandinho, que não deverá ficar no Manchester City, é outra possibilidade, porém mais remota já que ele ainda tem mercado na Europa.

Vidal também seria outra alternativa, isso de acordo com o jornal AS, que detalhou que uma possível investida ocorrerá ainda durante a Copa América, agendada entre os meses de junho e julho. A estratégia seria uma reunião com o volante durante esse período, justamente para uma aproximação. Vidal é peça-chave na equipe do Chile e, se a competição seguir o planejado no Brasil, o jogador estará no Rio de Janeiro no próximo dia 14, quando La Roja enfrenta a Argentina.

Vale destacar que, em diversas ocasiões, Vidal já manifestou torcida pelo Flamengo e revelou o desejo de vestir o Manto Sagrado. Em contrapartida, a diretoria do Fla sabe que os custos para trazer e manter o volante no elenco estão acima da capacidade atual.

Mas o sonho dourado de Rogério Ceni não aconteceu. Gerson não ficará até o final da participação da Libertadores, como tanto queria o treinador. Sampaoli exigiu que estivesse em Marselha assim que acabar a Olimpíada. E assim será.