Como bom torcedor brasileiro, o flamenguista vive altos e baixos em relação ao trabalho de Rogério Ceni. Depois de uma sequência de vitórias, o Flamengo engatou três empates consecutivos e os resultados iguais foram colocados na conta do técnico. Na visão da Nação, as igualdades poderiam ter sido evitadas e o Fla ter saído de campo vitorioso.

Mesmo com Ceni pressionado pelo trabalho coletivo, as individualidades se sobressaem e chamam atenção dos mais diversos clubes. O meia Éverton Ribeiro, por exemplo, é cobiçado pelo Al-Nasr, dos Emirados Árabes. Já o Al Hilal, da Arábia Saudita, busca a contratação de Arrascaeta. Para iniciar as conversas, o Fla pede 20 milhões de euros (R$ 130 milhões).

No caso da dupla, o interesse ainda está em fase inicial. Porém, se tratando de Gerson, as tratativas estão em um estágio mais avançado. O Olympique de Marselha, da França, acenou com uma oferta próxima aos 25 milhões de euros (R$ 161 milhões, na cotação atual). O Fla por sua vez, ficou ‘balançado’ com a proposta e o jogador, também.

No meio da semana, circulou a informação de que Gerson não estaria disposto a deixar a Gáveia para se transferir para o futebol francês. No entanto, de acordo com o jornalista Mauro Cezar, o camisa 8 quer, sim, ir para o Olympique e, inclusive, já acertou salário e possui um acordo verbal com a equipe comandada por Jorge Sampaoli.

O técnico argentino, aliás, foi quem indicou Gerson para o Olympique e fez questão que o ‘Coringa’ fosse contratado. Com a final do Carioca, as negociações devem ser concluídas após o término da competição para que o jogador consiga focar dentro de campo. Aos 24 anos, Gerson é tido com um dos principais jogadores do Flamengo.