Flamengo declara guerra contra privilégios do São Paulo

A pressão do vice-presidente do Flamengo, Marcos Braz, para que a CBF acabe com a folga que está dando para o São Paulo, não marcando os três jogos atrasados no primeiro turno do Brasileiro, será pesada.

O sorteio das quartas de final do Brasileiro foi definitivo para a guerra declarada.

A direção flamenguista já estava irritada com o descanso do elenco do time paulista, o que facilitou a goleada no domingo, por 4 a 1. Cobrará o presidente Rogério Caboclo.

Ainda mais que o destino colocou o São Paulo como o rival na briga pela semifinal da Copa do Brasil.

No jogo marcado para o dia 11, daqui cinco dias, no Rio de Janeiro, os flamenguistas terão os desfalques garantidos de Isla, Arrascaeta, Everton Ribeiro e Pedro. Já a equipe de Fernando Diniz terá todos seus atletas.

Além de ter um dia a mais de descanso.

O time enfrentará o Goiás, amanhã, no Morumbi.

Já o Flamengo terá pela frente o Atlético Mineiro, em Belo Horizonte.

Antes da partida decisiva, dia 18, em São Paulo, outra vez o peso das convocações.

O Brasil enfrentará o Uruguai, em Montevidéu, na noite anterior, do dia 17.

E o Chile, a Venezuela, em Caracas.

Pelo menos, ambos jogam no sábado. O São Paulo, no Ceará, contra o Fortaleza, e o Flamengo, no Rio, contra o Atlético Goianiense.

O clima de revanche na Gávea será o tempero do confronto diante do São Paulo.

No sorteio, foi definido que quem sobreviver dessa guerra terá pela frente Grêmio ou Cuiabá. O time de Renato Gaúcho é favorito, mas a equipe de Marcelo Chamusca tem mostrado futebol surpreendente. De muita marcação e velocidade nos contragolpes. Não chegou às quartas de final à toa.

Já na outra chave, o Palmeiras enfrentará o Ceará. O time do português Abel Ferreira, teoricamente, tem todas as chances de chegar à semifinal. Seu elenco é muito melhor do que o de Guto Ferreira.

Mas o time nordestino tem o treinador há oito meses e ele conseguiu o controle total da equipe, que também mostra comportamento tático exemplar. Não eliminou o Santos por acaso.

Uma pena não ter sua fanática torcida.

Guto foi seriamente avaliado para assumir o Palmeiras, depois da demissão de Vanderlei Luxemburgo. Mas a pressão dos conselheiros por um treinador estrangeiro venceu.

O vencedor terá pela frente o Internacional ou o América Mineiro.

A equipe de Coudet tem mais recursos técnicos e físicos do que o time de Lisca Doido.

Mas psicologicamente, a equipe gaúcha tem deixado a desejar.

Essa pode ser a vantagem do time muito bem montado pelo folclórico treinador do time de Belo Horizonte.

Os classificados embolsarão R$ 7 milhões.

O caminho de Flamengo, São Paulo e Grêmio é muito duro para chegar até a final.

Ao contrário do de Palmeiras e Internacional.

Mas a Copa do Brasil é a competição que mais surpreende neste país.

Qualquer vantagem pode decidir os mata-matas.

Como descanso, convocações, entrosamento.

Daí a revolta da diretoria do Flamengo.

Começou a guerra de bastidores…

– Cosme Rímoli

error: